“Quem sabe faz (ou já fez) ao vivo!”: A indissolubilidade entre a prática e a aprendizagem

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5020/2318-0722.2020.8199

Resumo

A aprendizagem como tema de investigação tem sido explorada há diversas décadas por meio de diferentes perspectivas. Mais recentemente, embora existam alguns indicativos, já na década de noventa, surgiu o interesse pela compreensão da aprendizagem a partir da prática. Assim, esse ensaio teórico, em se tratando de uma reflexão sobre como ocorre o processo da aprendizagem na prática, objetiva-se em desenvolver uma argumentação que revele a indissolubilidade entre a prática e a aprendizagem e propõe um conjunto metodológico na investigação empírica da aprendizagem por meio dessa abordagem teórica. Para isso, foi realizado, por meio de um resgate histórico, a contextualização sobre o cenário que favoreceu esse novo olhar sobre a prática e possibilitou o surgimento das bases teóricas que se dedicam em estudá-la. Em seguida, uma vez reconhecido o potencial dessa nova oportunidade no horizonte da pesquisa acadêmica, a prática passou a ser considerada como locus da aprendizagem. Assim, foram apresentados argumentos que realçam a conexão direta e estreita entre a concepção de prática e de aprendizagem, na medida em que se estabelece uma relação mútua, equivalente e de constituição, pois a aprendizagem constitui e se constitui por meio de práticas diversas. Por fim, foi sugerido um conjunto metodológico que viabilizasse a pesquisa que envolve a aprendizagem e sua relação (indissolúvel) com a prática, especialmente quando é demandada a construção de evidências a partir de um olhar para o passado, ou seja, quando as práticas e o aprendizado fruto do envolvimento com elas já ocorreram.

Biografia do Autor

Sergio Vogt, Universidade Positivo

Doutorando em Administração pela Universidade Positivo - UP na linha de pesquisa de Organização e Mudança, Mestre em Administração pela Universidade Federal do Paraná - UFPR na linha de pesquisa de Estratégia e Análise Organizacional. Especialista em Marketing Empresarial pela Universidade Federal do Paraná e graduado em Administração de empresas

Yara Lucia Mazziotti Bulgacov, Universidade Positivo

Possui Doutorado em Educação pela UNESP-Universidade Estadual de São Paulo, Campus Marília; Mestrado em Psicologia pela PUC_SP, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Especialização em Análise das Condições de Ensino pela UFSC, Universidade pela Universidade Federal de São Carlos, Graduação em Psicologia pela UEL, Universidade Estadual de Londrina. Professora titular do Mestrado e Doutorado em Administração da Universidade Positivo, Curitiba. Professora Sênior do PMDA da Universidade Federal do Paraná. Coordena, junto ao CNPq, Grupo de Pesquisa: Práticas, Subjetividade e Organizações.

Rafael Carvalho Machado, Universidade Positivo

Possui graduação em Administração Pública (EAESP-FGV, 2004), especializado em Gestão de Qualidade e Produtividade (UFPR, 2009) e em Gestão de Moda (SENAI, 2011).

Downloads

Publicado

20.01.2020

Como Citar

VOGT, S.; BULGACOV, Y. L. M.; MACHADO, R. C. “Quem sabe faz (ou já fez) ao vivo!”: A indissolubilidade entre a prática e a aprendizagem. Revista Ciências Administrativas, [S. l.], v. 26, 2020. DOI: 10.5020/2318-0722.2020.8199. Disponível em: https://ojs.unifor.br/rca/article/view/8199. Acesso em: 30 jan. 2023.

Edição

Seção

Artigos