MANAGERIALISM NAS INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR BRASILEIRAS

Autores

  • Thiago Coelho Soares Universidade do Sul de Santa Catarina - Unisul
  • Maurício Andrade de Lima Unisul

DOI:

https://doi.org/10.5020/2318-0722.2018.7183

Resumo

O objetivo do artigo consiste em verificar estatisticamente se nas instituições de ensino superior (IES) privadas os indicadores de avaliação de desempenho possuem relevância diferente do que nas IES públicas, tentando assim identificar a existência do managerialism. Para alcançar o objetivo optou-se por uma pesquisa quantitativa, com técnica de coleta de dados do tipo survey. Para a análise dos dados utilizou-se a técnica estatística denominada teste t para grupos independentes, pois testou-se estatisticamente as hipóteses levantadas na teoria. Como resultado da pesquisa destaca-se vinte per cento dos indicadores de origem na avaliação institucional do MEC não possuem diferença estatística na entre IES públicas e privadas. Em quarenta e um per cento dos indicadores com origem em metodologias de avaliação de desempenho empresarial houve diferenças de percepção nos dois grupos. Como conclusão dessa pesquisa observa-se a existência de managerialism nas IES brasileiras.

Biografia do Autor

Thiago Coelho Soares, Universidade do Sul de Santa Catarina - Unisul

Doutor em Administração pela UFSC. Professor do PPGA da Unisul

Maurício Andrade de Lima, Unisul

Doutor e professor do PPGA Unisul.

Downloads

Publicado

29.06.2018

Como Citar

SOARES, T. C.; LIMA, M. A. de. MANAGERIALISM NAS INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR BRASILEIRAS. Revista Ciências Administrativas, [S. l.], v. 24, n. 2, 2018. DOI: 10.5020/2318-0722.2018.7183. Disponível em: https://ojs.unifor.br/rca/article/view/7183. Acesso em: 3 fev. 2023.

Edição

Seção

Artigos