Análise das Condições para a Criação de uma Rede entre Órgãos Públicos no Setor de Saúde Suplementar

Autores

  • André Luis Pereira Duarte PPGAd / PUCRS - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
  • Peter Bent Hansen UFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Grace Vieira Becker USP – Universidade de São Paulo
  • Jane Lucia Santos PUCRS - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

DOI:

https://doi.org/10.5020/2318-0722.2019.4101

Resumo

As estruturas em rede no âmbito do setor público apresentam uma expansão na atualidade, produzindo uma nova realidade administrativa. No contexto do setor público brasileiro, ainda é um tema pouco explorado. A instituição pública responsável por atuar na regulação de saúde no Brasil é a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). Outros órgãos públicos que interagem neste processo incluem o Programa de Orientação e Proteção do Consumidor (PROCON), Ministério Público, Defensoria Pública e Poder Judiciário. Porém, as atividades desses órgãos não estão integradas. O objetivo do presente estudo é analisar as condições para a criação de uma rede entre os órgãos públicos que participam do processo regulatório de saúde suplementar no Rio Grande do Sul. Para tanto, foi realizada uma pesquisa qualitativa, exploratória, adotando-se como estratégia um estudo de caso. Os dados foram coletados por meio de entrevistas em profundidade com gestores dos órgãos públicos envolvidos na regulação da saúde suplementar. A análise foi realizada com base em nove categorias propostas como condições necessárias para a criação da rede – receptividade, estímulo, confiança, cooperação, suporte político, suporte técnico operacional, organização articuladora, instrumentos de coordenação e interação constante e duradoura. Os resultados da pesquisa apontam que os entrevistados vislumbram possibilidades de ganhos efetivos a partir da atuação em rede, incluindo maior efetividade da regulação da saúde suplementar. Todavia, eles não possuem muita clareza a respeito dos aspectos que envolvem a atuação em rede, sendo necessária melhor compreensão sobre o tema. Constata-se assim um campo de pesquisa a ser mais explorado.

Downloads

Publicado

23.10.2019

Como Citar

DUARTE, A. L. P.; HANSEN, P. B.; BECKER, G. V.; SANTOS, J. L. Análise das Condições para a Criação de uma Rede entre Órgãos Públicos no Setor de Saúde Suplementar. Revista Ciências Administrativas, [S. l.], v. 25, n. 2, 2019. DOI: 10.5020/2318-0722.2019.4101. Disponível em: https://ojs.unifor.br/rca/article/view/4101. Acesso em: 31 jan. 2023.

Edição

Seção

Artigos