Crescimento da firma através de processos de fusões e aquisições

Autores

  • Guilherme Augusto Nunes Câmara Universidade Federal de Minas Gerais
  • Sandra Rosaria Alvares da Silva Universidade Federal de Minas Gerais
  • Hudson Fernandes Amaral Universidade Federal de Minas Gerais

DOI:

https://doi.org/10.5020/2318-0722.14.1.%25p

Resumo

O setor siderúrgico, desde o plano Real, passou por várias alterações na sua composição acionária, resultado de aquisições de novos investidores que buscavam oportunidades de investimento em um dos setores mais expressivos do país, inclusive em Minas Gerais. As evidências de um melhor desempenho financeiro, após as reestruturações que geralmente ocorrem nesse contexto, são verificadas através da comparação entre os indicadores financeiros apresentados antes e depois da mudança de controle para cada empresa analisada do setor siderúrgico. A análise financeira efetuada nesse trabalho mostrou que cerca de metade das empresas estudadas tiveram uma melhora do seu desempenho, não justificando, portanto, que apenas a mudança de controle acionário seja suficiente para melhorar o desempenho financeiro das empresas de um modo geral. Todavia, em muitos casos as reestruturações foram bem-sucedidas do ponto de vista da análise financeira, o que reforça a idéia de que uma nova administração pode empregar estratégias que contribuam para a continuidade da empresa e para remunerar melhor seus acionistas.

Biografia do Autor

Guilherme Augusto Nunes Câmara, Universidade Federal de Minas Gerais

Universidade Federal de Minas Gerais -

Sandra Rosaria Alvares da Silva, Universidade Federal de Minas Gerais

Universidade Federal de Minas Gerais

Hudson Fernandes Amaral, Universidade Federal de Minas Gerais

Universidade Federal de Minas Gerais

Downloads

Como Citar

CÂMARA, G. A. N.; SILVA, S. R. A. da; AMARAL, H. F. Crescimento da firma através de processos de fusões e aquisições. Revista Ciências Administrativas, [S. l.], v. 14, n. 1, 2009. DOI: 10.5020/2318-0722.14.1.%p. Disponível em: https://ojs.unifor.br/rca/article/view/249. Acesso em: 29 nov. 2022.

Edição

Seção

Artigos