Relações entre Elementos da Gestão Pública e a Corrupção nos Estados Brasileiros

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5020/2318-0722.2020.26.3.9703

Palavras-chave:

corrupção, gastos públicos, administração pública.

Resumo

A corrupção tem sido intensamente debatida nas discussões sobre a administração pública por causar corrosão nas receitas públicas e ineficiência na gestão, principalmente na área social. Devido às consequências negativas apresentadas por esse fenômeno, propõem-se, com este estudo, medir o nível de corrupção nos estados brasileiros por meio da construção de um índice estadual de corrupção (ICE) e verificar possíveis relações entre investimentos públicos, saúde, educação, endividamento e a corrupção. A análise compreendeu o período de 2010 a 2012, e utilizou-se das metodologias de análise fatorial e teste de média de Kruskal-Wallis. Os resultados apontam que os estados do Nordeste e do Sudeste apresentam, em média, maiores níveis de corrupção. Já os estados do Sul e os estados do Acre e Rondônia são possíveis casos exemplares em práticas de controle da corrupção, pois apresentam menor incidência do fenômeno.

Biografia do Autor

Anderson de Oliveira Reis, Universidade Federal de Juiz de Fora - Campus Avançado de Governador Valadares

Professor do Departamento de Ciências Contábeis da Universidade Federal de Juiz de Fora - Campus Avançado de Governador Valadares (UFJF-GV). Doutorando em Administração pela Universidade Federal de Viçosa.

Fernanda Maria de Almeida, Universidade Federal de Viçosa.

Professora do Programa de Pós-Graduação em Administração da Universidade Federal de Viçosa. Doutora em Economia Aplicada pela Universidade Federal de Viçosa (UFV).

Referências

ABED, M. G. T.; GUPTA, M. S. Governance, corruption, and economic performance. Washington: International Monetary Fund, 2002.

ANDERSON, C. J.; TVERDOVA, Y. V. Corruption, political allegiances, and attitudes toward government in contemporary democracies. American Journal of Political Science, [S. l.], v. 47, n. 1, p. 91-109, 2003. DOI: 10.1111/1540-5907.00007.

ARANHA, A. L. M. A percepção de corrupção no Brasil: cidadãos x servidores públicos. Revista Andina de Estudios Políticos, [ S. l.], v. 3, n. 1, 2013.

AVRITZER, L.; FILGUEIRA, F. Corrupção e controles democráticos no Brasil. Brasília: CEPAL/IPEA. 2011. (Texto para Discussão, 32).

BARDHAN, P. Corruption and development: a review of issues. Journal of Economic Literature, [S. l.], v. 35, n.3, p. 1320-1346, 1997.

BOLL, J. L. S. A Corrupção Governamental no Brasil: construção de indicadores e análise da sua incidência relativa nos estados brasileiros. 2010. Dissertação (Mestrado em Economia do Desenvolvimento) - Pontifica Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2010.

BROOKS, R. C. The nature of political corruption. Political Science Quarterly, [S. l.], v. 24, n. 1, p. 1-22. 1909.

CARRARO, A.; MACHADO, I. B.; CANEVER, M. D.; BOLL, J. L. S. Proposta para a estimação da corrupção regional no Brasil. Política & Sociedade, [S. l.], v. 14, n. 31, p. 326-352, 2015. DOI: 10.5007/2175-7984.2015v14n31p326.

CROIX, D.; DELAVALLADE, C. Growth, public investment and corruption with failing institutions. Economics of Governance, [S. l.], v. 10, n. 3, p. 187-219, 2009. DOI: 10.1007/s10101-008-0057-4.

CUNHA, N. R. D. S.; LIMA, J. E. D.; GOMES, M. F. D. M.; BRAGA, M. J. A intensidade da exploração agropecuária como indicador da degradação ambiental na região dos Cerrados, Brasil. Revista de Economia e Sociologia Rural, [S. l.], v. 46, n. 2, p. 291-323, 2008. DOI: 10.1590/S0103-20032008000200002.

DAMATTA, R. Carnavais, malandros e heróis: para uma sociologia do dilema brasileiro. Rio de Janeiro: Rocco. 1997.

DEL MONTE, A.; PAPAGNI, E. Public expenditure, corruption, and economic growth: the case of Italy. European Journal of Political Economy, [S. l.], v. 17, n. 1, p. 1-16, 2001. DOI: 10.1016/S0176-2680(00)00025-2.

DEL MONTE, A.; PAPAGNI, E. The determinants of corruption in Italy: Regional panel data analysis. European Journal of Political Economy, [S. l.], v. 23, n. 2, p. 379-396, 2007. DOI: 10.1016/j.ejpoleco.2006.03.004.

DELAVALLADE, C. Corruption and distribution of public spending in developing countries. Journal of Economics and Finance, [S. l.], v. 30, n. 2, p. 222-239. DOI: 10.1007/BF02761488 2006.

DEPKEN, C. A.; LAFOUNTAIN, C. L. Fiscal consequences of public corruption: Empirical evidence from state bond ratings. Public Choice, [S. l.], v. 126, n. 1/2, p. 75-85, 2006. DOI: 10.1007/s11127-006-4315-0.

FÁVERO, L. P.; BELFIORE, P., Silva, F. D.; CHAN, B. L. Análise de dados: modelagem multivariada para tomada de decisões. Rio de Janeiro: Campus, 2009.

FERES JÚNIOR, João; SASSARA, Luna de Oliveira. Corrupção, escândalos e a cobertura midiática da política. Novos Estudos CEBRAP, [S. l.], v. 35, n. 2, p. 205-225, 2016. DOI: 10.25091/S0101-3300201600020011.

FERREIRA, M. A. S. Perspectivas do controle social: uma análise da natureza e extensão da participação cidadã na dinâmica dos municípios mineiros. 2015. 109f. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2015.

FILGUEIRAS, F. A tolerância à corrupção no Brasil: uma antinomia entre normas morais e prática social. Opinião Pública, [S. l.], v. 15, n. 2, p. 386-421, 2009. DOI: 10.1590/S0104-62762009000200005.

FILGUEIRAS, F.; ARANHA, A. L. M. Controle da corrupção e burocracia da linha de frente: regras, discricionariedade e reformas no Brasil. Dados-Revista de Ciências Sociais, [S. l.], v. 54, n. 2, 2011. DOI: 10.1590/S0011-52582011000200005.

FISMAN, R.; MIGUEL, E. Corruption, norms, and legal enforcement: Evidence from diplomatic parking tickets. Journal of Political Economy, [S. l.], v. 115, n. 6, p. 1020-1048, 2007. DOI: 10.1086/527495.

HAIR JR, J. F.; BLACK, W. C.; BABIN, B. J.; ANDERSON, R. E.; TATHAM, R. L. Análise multivariada de dados. Porto Alegre: Bookman, 2009.

HOLANDA, S. B. Raízes do Brasil. São Paulo: Companhia das Letras. 1995.

KAUFMANN, D.; KRAAY, A.; MASTRUZZI, M. The worldwide governance indicators: methodology and analytical issues. Hague Journal on the Rule of Law, [S. l.], v. 3, n. 2, p. 220-246, 2011. DOI: 10.1017/S1876404511200046.

LEMOS, J. D. J. S. Níveis de degradação no Nordeste brasileiro. Revista Econômica do Nordeste, [S. l.], v. 32, n. 3, p. 406-429, 2001.

LINDSTEDT, C.; NAURIN, D. Transparency is not enough: Making transparency effective in reducing corruption. International Political Science Review, [S. l.], v. 31, n. 3, p. 301-322, 2010. DOI: 10.1177/0192512110377602.

LOPES, L. S.; TOYOSHIMA, S. H. Evidências do impacto da corrupção sobre a eficiência das políticas de saúde e educação nos estados brasileiros. Planejamento e Políticas Públicas, n. 41, p. 199-228, jul./dez. 2013.

MADEIRA, Lígia Mori; GELISKI, Leonardo. O combate a crime de corrupção pela Justiça Federal da Região Sul do Brasil. Revista de Administração Pública, [S. l.], v. 53, n. 6, p. 987-1010, 2019. DOI: 10.1590/0034-761220180237.

MAURO, P. Corruption and the composition of government expenditure. Journal of Public Economics, [S. l.], v. 69, n. 2, p. 263-279, 1998. DOI: 10.1016/S0047-2727(98)00025-5.

MELO, C. A. V. Corrupção e políticas públicas: uma análise empírica dos municípios do Brasil. 2010. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2010.

MELO, Felipe Luiz Neves Bezerra de; SAMPAIO, Luciano Menezes Bezerra; OLIVEIRA, Renato Lima de. Corrupção burocrática e empreendedorismo: uma análise empírica dos estados brasileiros. Revista de Administração Contemporânea, [S. l.], v. 19, n. 3, p. 374-397, 2015. DOI: 10.1590/1982-7849rac20151611.

MINGOTI, S. A. Análise de dados através de métodos de estatística multivariada: uma abordagem aplicada. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2007.

Mo, P. H. Corruption and economic growth. Journal of Comparative Economics, [S. l.], v. 29, n. 1, p. 66-79, 2001. DOI: 10.1006/jcec.2000.1703.

NAS, T. F.; PRICE, A. C.; WEBER, C. T. A policy-oriented theory of corruption. American Political Science Review, [S. l.], v. 80, n. 1, p. 107-119, 1986. DOI: 10.2307/1957086.

PASCARELLI FILHO, Mario. A nova administração pública: profissionalização, eficiência e governança. São Paulo: DVS, 2011.

PELLEGRINI, L., G, R. Causes of corruption: a survey of cross-country analyses and extended results. Economics of Governance, [S. l.], v. 9, p. 245–263, 2008. DOI: 10.1007/s10101-007-0033-4.

PRAÇA, S. Corrupção e reforma institucional no Brasil, 1988-2008. Opinião Pública, [S. l.], v. 17, n. 1, p. 137-162, 2011. DOI: 10.1590/S0104-62762011000100005.

ROSE-ACKERMAN, S. Corruption and government: causes, consequences, and reform. Cambridge: Cambridge University Press, 1999.

SERRA, D. Empirical determinants of corruption: A sensitivity analysis. Public Choice, [S. l.], v. 126, n. 1/2, p. 225-256, 2006. DOI: 10.1007/s11127-006-0286-4.

SODRÉ, A. C. A.; ALVES, M. F. C. Relação entre emendas parlamentares e corrupção municipal no Brasil: estudo dos relatórios do programa de fiscalização da Controladoria-Geral da União. RAC-Revista de Administração Contemporânea, [S. l.], v. 14, n. 3, 2010. DOI: 10.1590/S1415-65552010000300003.

SVENSSON, J. Eight questions about corruption. Journal of Economic Perspectives, [S. l.], v. 19, n. 3, p. 19-42., 2005. DOI: 10.1257/089533005774357860.

TANZI, V. Corruption around the world: causes, consequences, scope, and cures. Staff Papers, [S. l.], v. 45, n. 4, p. 559-594, 1998. DOI: 10.2307/3867585.

TREISMAN, D. The causes of corruption: a cross-national study. Journal of Public Economics, [S. l.], v. 76, n. 3, p. 99-457, 2000. DOI: 10.1016/S0047-2727(99)00092-4.

WITVLIET, M. I.; KUNST, A. E.; ARAH, O. A.; STRONKS, K. Sick regimes and sick people: a multilevel investigation of the population health consequences of perceived national corruption. Tropical Medicine & International Health, [S. l.], v. 18, n. 10, p. 1240-1247, 2013. DOI: 10.1111/tmi.12177.

ZANI, F. B.; SPINELLI, R. Q. Inovação na gestão pública: eficiência com participação? In: Encontro Nacional dos Programas de Pós-Graduação em Administração, 34., 2010, Rio de Janeiro. Anais […]. Rio de Janeiro: ENANPAD, 2010. p. 1-17.

Downloads

Publicado

15.02.2021

Como Citar

REIS, A. de O.; ALMEIDA, F. M. de. Relações entre Elementos da Gestão Pública e a Corrupção nos Estados Brasileiros. Revista Ciências Administrativas, [S. l.], v. 26, n. 3, 2021. DOI: 10.5020/2318-0722.2020.26.3.9703. Disponível em: https://ojs.unifor.br/rca/article/view/e9703. Acesso em: 3 dez. 2022.

Edição

Seção

Resenhas