O Plus Size sob a Perspectiva Teórica da Construção de Mercados

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5020/2318-0722.2020.26.2.9524

Palavras-chave:

plus size. construção de mercados. atores. marketing. práticas de mercado.

Resumo

Este estudo tem como objetivo descrever o processo de construção do mercado de moda plus size com base na perspectiva teórica de construção de mercados. A pesquisa caracteriza-se como qualitativa e descritiva, e teve a coleta de dados por meio de entrevistas, observação não participante e pesquisa documental. Como principais resultados, têm-se dois fatores que marcam o início da construção desse mercado, que são: (a) aumento da obesidade da população e (b) aceite do corpo por parte da população obesa. Foram identificados diversos atores que participaram do processo de construção do mercado plus size, destacando-se as redes sociais (blogs). Como práticas de mercado, notou-se a baixa influência de práticas normativas, especialmente em relação à padronização das grades de tamanhos dos produtos. Em relação às práticas representacionais, tem-se um aumento no discurso favorável ao mercado plus size, colocando esse nicho como oportunidade para empresários e favorecendo o aceite do corpo pela população. Por fim, em relação às práticas de troca, verificou-se semelhanças àquelas encontradas nos mercados de moda em geral.

Biografia do Autor

Marcela Bortotti Favero, Universidade Estadual de Maringá

Doutoranda em Administração da Universidade Estadual de Maringá e Professora da UniFCV – Centro Universitário Cidade Verde.

Francisco Giovanni David Vieira, Universidade Estadual de Maringá

Professor Associado da Universidade Estadual de Maringá e do Programa de Pós-Graduação em Administração da UEM.

Referências

ABRAMOVAY, R. Entre Deus e o diabo: mercados e interação humana nas ciências sociais. Tempo Social - Revista de Sociologia da USP, São Paulo, v. 16, n. 2, p. 35-64, 2004. DOI: 10.1590/S0103-20702004000200002.

ANDERSON, P.; ASPENBERG, K.; KJELLBERG, H. The configuration of actors in market Practice. Marketing Theory, Thousand Oaks, v. 8, n. 1, p. 67-90, 2008. DOI: 10.1177/1470593107086485.

ARAUJO, L. Markets, market-making and marketing. Marketing Theory, Thousand Oaks, v. 7, n. 3, p. 211-226, 2007. DOI: 10.1177/1470593107080342.

ARAUJO, L.; KJELLBERG, H.; SPENCER, R. Market practices and forms: introduction to the special issue. Marketing Theory, Thousand Oaks, v. 8, n. 1, p. 5 -14, 2008. DOI: 10.1177/1470593107086481.

ARAUJO, L.; FINCH, J.; KJELLBERG, H. Reconnecting marketing to markets. Oxford: Oxford University Press, 2010.

ARSEL, Z. Fazendo perguntas com um foco reflexivo: um guia para o planejamento e condução de entrevistas. Revista Interdisciplinar de Marketing, Maringá, v. 8, n. 2, p. 84-98, 2018. DOI: 10.4025/rimar.v8i2.44504.

AZIMONT, F.; ARAUJO, L. Category reviews as market-shaping events. Industrial Marketing Managment, Amsterdam, v. 36, n. 7, p. 849-860, 2007. DOI: 10.1016/j.indmarman.2007.05.012.

BARD, N. L. S. A moda como representação de identidade em consumidoras plus-size. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso,( Bachareldo em Comunicação Social) - Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2013.

BARNES, B. Practice as collective action. In: SCHATZKI, T. R.; CETINA, K. K.; VON SAVIGNY, E. (ed.) The practice turn in contemporary theory. London: Routledge, 2001. p. 17-28.

BELK, R. (ed.) Handbook of qualitative research methods in marketing. Northampton: Edward Elgar, 2006.

BETTI, M. U. Beleza sem medidas? corpo, gênero e consumo no mercado de moda plus-size. 2014. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2014. DOI: 10.11606/D.8.2014.tde-13052015-115256.

BOURDIEU, P. Outline of a theory of practice. Cambridge: Cambridge University Press, 1977.

BRITTO, R. A controvérsia história da moda plus size. Link. Acesso em: 29 abr. 2020.

BURR, V. Social constructionism. London: Routledge, 2003.

BÜTTNER, A. J.; LINARDI, M. A.; STREHLAU, S. O desafio do consumidor de moda feminina plus size no Brasil e nos Estados Unidos: um estudo bibliométrico. In: SEMEAD, 21., 2018, São Paulo: FEAUSP, 2018. p. 1-3.

CALLON, M. An essay on framing and overflowing: economic externalities revisited by sociology. In: Callon, M. (ed.) The laws of the market. Oxford: Blackwell. 1998.

CALLON, M. Entrevista com Michel Callon: dos estudos de laboratório aos estudos coletivos heterogêneos, passando pelos gerenciamentos econômicos. Sociologias, Porto Alegre, n. 19, p. 302-321, jan./jun. 2008. DOI 10.1590/S1517-45222008000100013.

CARNEIRO, M. S. O papel dos dispositivos de prescrição e julgamento no funcionamento dos mercados: o caso da certificação florestal. TOMO, São Cristovão, v. 30, p. 267-302, 2017. DOI: 10.21669/tomo.v0i0.

COCHOY, F. Driving a shopping cart from STS to business, and the other way round: on the introduction of shopping carts in American grocery stores (1936-1959). Organization, Thousand Oaks, v. 16, n. 1, p. 31-55, 2009.

COLLS, R. Outsize/Outside: Bodily Bignesses and the Emotional Experiences of British Women Shopping for Clothes. Gender Place and Culture, v. 1, n. 5, p. 529-545. 2006. DOI: 10.1080/09663690600858945.

CORREA, R.; LEITE, E. S. A construção social do mercado de sementes agroecológicas na região sul do Rio Grande do Sul. Revista Interdisciplinar de Marketing, Maringá, v. 6, n. 1, p. 44 -57, 2016.

DALMORO, M.; NIQUE, W. M. Tradição mercantilizada: construção de mercados baseado na tradição. RAC – Revista de Administração Contemporânea, Maringá, v. 21, n. 3, p. 327- 346, 2017. DOI: 10.1590/1982-7849rac2017160047.

DATASEBRAE. Negócios da moda. Link. Acesso em: 23 nov. 2017.

FRIES, L. Boundarians that shape Market actors: a review of the literature on business associations. In: IMP CONFERENCE, 24., 2008, Uppsala, Proceedings […].Uppsala: [s. n.], 2008.

GIDDENS, A. The constitution of society. Berkeley: University of California Press, 1986.

GEIGER, S.; KJELLBERG, H.; SPENCER, R. Shaping exchanges, building markets. Consumption Markets & Culture, Abingdon, v. 15, n. 2, p. 133-147, 2012. DOI: 10.1080/10253866.2012.654955.

GONÇALVES JUNIOR, O. Construção social de mercados e políticas públicas de desenvolvimento: uma aproximação teórico-empírica. Revista Interdisciplinar de Marketing, Maringá, v. 6, n. 1, p. 58-72, 2016.

HAGBERG, J.; KJELLBERG, H. Who performs marketing? Dimensions of agential variation in market practice. Industrial Marketing Management, Amsterdam, v. 39, p. 1028-1037, 2010. DOI: 10.1016/j.indmarman.2010.06.022.

HAGBERG, J. Agencing practices: a historical exploration of shopping bags. Consumption Markets & Culture, Abingdon, v. 19, n. 1, p. 1-22, 2015. DOI: 10.1080/1023866.2015.1067200.

HARRISON, D.; KJELLBERG, H. How users shape markets. Marketing Theory, Thousand Oaks, v. 16, n. 4, p. 445-468, 2016. DOI: 10.1177/1470593116652004.

ISAIA, L. S. A revolução fashion: os blogs como instrumento de consolidação da identidade plus size. 2015. Dissertação (Mestrado em Comunicação, Arte e Cultura), Universidade do Minho, Portugal, 2015.

JARDIM, M. C.; MOURA, P. J. C. A construção social do mercado de dispositivos de redes sociais: a contribuição da sociologia econômica para os aplicativos de afeto. TOMO, São Cristovão, v. 30, p. 151-196, 2017. DOI 10.21669/tomo.v0i0.

KJELLBERG, H.; AZIMONT, F.; Reid, E. Market innovation processes: balancing stability and change. Industrial Marketing Management. Amsterdam, v. 44, p. 4 -12, 2015. DOI: 10.1016/j.indmarman.2014.10.002.

KJELLBERG, H.; HELGESSON, C. Multiple versions of markets: multiplicity and performativity in market practice. Industrial Marketing Managment, Amsterdam, v. 35, p. 839-855, 2006. DOI: 10.016/j.indmarman.2006.05.011.

KJELLBERG, H.; HELGESSON, C. On the nature of markets and their practices. Marketing Theory, Thousand Oaks, v. 7, n. 2, p. 37-162, 2007. DOI. 10.1177/147059310707682.

KJELLBERG, H.; HELGESSON, C. The mode of exchange and shaping of markets: Distributor influence in the Swedish post-war food industry. Industrial Marketing Managment, Amsterdam, v. 36, p. 861 -878, 2007. DOI 10.1016/j.indmarman.2007.06.006.

LEME, P. H. M. V.; REZENDE, D. C. A construção de mercados sob a perspectiva da Teoria Ator-Rede e dos Estudos de Mercado Construtivistas (EMC). Revista Interdisciplinar de Marketing, Maringá, v. 8, n. 2, p. 133-151, 2018.

LEVINTON, S. A construção do mercado de shoppings de atacado de moda em Maringá. 2015. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Estadual de Maringá, Maringá, 2015.

MALLARD, A. Concerning urban consumption: on the construction of market agencements for retail trade. Consumption Markets and Culture, Abingdon, v, 19, n. 1, p. 1 -15, 2015. DOI: 10.1080/10253866.2015.1068170.

MARCELJA, K. G. A busca por uma identidade através da moda plus size. In: CONGRESSO INTERNACIONAL DE COMUNICAÇÃO E CONSUMO,10., 2015, São Paulo. Anais […]. São Paulo: [s. n.], 2015.

MEDEIROS, J.; VIEIRA, F. G. D.; NOGAMI, V. K. C. Práticas de mercado e inovação: dimensões esquecidas. RAI – Revista de Administração e Inovação, São Paulo, v. 10, n. 2, p. 238-260, 2013. DOI: 10.5773/rai.v10i2.942.

MELE, C.; RUSSO-SPENA, T. Innomediary agency and practices in shaping market innovation. Industrial Marketing Management, Amsterdam, v. 44, p. 42 – 53. 2015. DOI: 10.1016/j.indmarman.2014.10.006.

MELO, F. V. S.; FARIAS, S. A.; KOVACS, M. H. Estereótipos e estigmas de obesos em propagandas com apelos de humor. Organização & Sociedade, Salvador, v. 24, n. 81, p. 305-324, 2017. DOI: 10.1590/1984-9230816.

BRASIL. Ministério da Saúde. Vitigel Brasil 2016: hábitos dos brasileiros impactam no crescimento da obesidade e aumento de prevalência de diabetes e hipertensão. Link. Acesso em: 7 nov. 2017.

NAVAJAS, L. Crescimento do mercado plus size começa a chamar a atenção das marcas. Link. Acesso em: 23 nov. 2017.

NIEDERLE, P. A.; RADOMSKY, G. F. W. Quem governa por dispositivos? A produção das normas e padrões para os alimentos orgânicos no Brasil. Tomo, São Cristovão, v. 30, p. 227-265, 2017. DOI: 10.21669/tomo.v0i0.

NOGAMI, V. K. C.; VIEIRA, F. G. D.; MEDEIROS, J. Construção de mercados: um estudo no mercado de notebooks para baixa renda. Gestão & Regionalidade, São Caetano do Sul, v. 31, n. 93, p. 59-75, 2015. DOI: 10.13037/gr.vol31n93.2637.

OLIVEIRA, S. R.; REZENDE, D. C. Enquadramentos e transbordamentos de uma feira livre de produtor: (des)configuração do Mercado de alimentação local. Revista Interdisciplinar de Marketing, Maringá, v. 4, n. 1, p. 33-49, 2014.

PAIVA, C. M. N. Construtivismo de mercado: particularidade e pressupostos filosóficos. In: SEMEAD, 19., 2016. São Paulo, Anais [...]. São Paulo: [s. n.], 2016. p. 1-18.

PETERS, L. D. You are what you wear: how plus-size fashion in fat identity formation. Fashion Theory, Abingdon, v. 18, n. 1, p. 45-72, 2014. DOI: 10.2752/175174114X13788163471668.

RECKWITZ, A. Toward a theory of social practices: a development in culturalist theorizing. European Journal of Social Theory, Thousand Oaks, v. 5, n. 2, p. 243-263, 2002.

REDIN, E. Construção social de mercados: a produção orgânica nos assentamentos do Rio Grande do Sul, Brasil. Interações, Campo Grande, v. 16, n. 1, p. 55-66, 2015. DOI: 10.1590/151870122015104.

RINALLO, D.; GOLFETTO, F. Representing markets: The shaping of fashion trends by French and Italian fabric companies. Industrial Marketing Management, Amsterdam, v. 35, p. 856-869, 2008. DOI: 10.1016/j.indmarman.2006.05.015.

ROCHA, E.; FRID, M. Classified beauty: Goods and bodies in Brazilian women’s magazines. Journal of Consumer Culture, Thousand Oaks, v. 18, n. 1, p. 83-102, 2018. DOI: 10.1177/1469540516641625.

SCARABOTO, D.; FISHER, E. Frustated fatshionistas: an institutional theory perspective on consumer quests for greater choice in mainstream markets. Journal of Consumer Research, Oxford, v. 39, p. 1234-1257, 2013. DOI: 10.1086/668298.

SCHATZKI, T. Theories of practice. In: SOUTHERTON, D. (ed.) Encyclopedia of consumer culture, London: Sage, 2011. v. 3, p. 1447-1452.

SCUSSEL, F. C. C.; CAMATINI, S.; REZENDE, B. C.; PETROLL, M. M. (2016, novembro). Muito além das curvas: a experiência de consumo das mulheres brasileiras plus size no varejo de moda. In: SEMINÁRIOS EM ADMINSTRAÇÃO, 19., 2016. São Paulo, Anais […]. São Paulo: [s. n.], 2016. p. 1-16.

SCUSSEL, F. C. C.; DELLAGNELO, E. H. L. O peso do discurso: a representação da mulher plus size em campanhas publicitárias de lingerie no Brasil. In: ENCONTRO DE MARKETING DA ANPAD 37., São Paulo, 2017. Anais […]. São Paulo: [s. n.], 2017

SHOVE, E., PANTZAR, M.; WATSON, M. The dynamics of social practice: everyday life and how it changes. London: Sage, 2017.

SILVA, A. B. O.; MIOSSI, C. G. Moda plus size: roupas adaptadas e valorizadas com recursos dos trabalhos manuais. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Tecnologia em Design de Moda) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Apucarana, 2014.

SMITH, S. J., MUNRO, M.; CHRISTIE, H. Performing (Housing) Markets. Urban Studies, Thousand Oaks, v. 43, n. 1, p. 81-98, 2005. DOI: 10.1080/00420980500409276.

SOARES, J. Plus size: para ser diva basta ser você! Link. Acesso em: 30 abr. 2020.

SOUSA JUNIOR, J. H.; MELO, F. V. S. Anúncios de moda plus size no varejo brasileiro: como o consumidor gordo avalia? In: ENCONTRO DE MARKETING DA ANPAD, 8, 2018, Anais […]. Porto Alegre: [s. n.], 2018.

ULKUNIEMI, P.; ARAUJO, L.; TÄHTIENEN, J. Purchasing as market-shaping: the case of component-based software engineering. Industrial Marketing Management, Amsterdam, v. 44, p. 54-62, 2015. DOI: 10.1016/j.indmarman.2014.10.007.

VIEIRA, F. G. D. Perspectivas e limites da pesquisa qualitativa em marketing. Revista de Negócios, Blumenau, v. 18, n. 1, p. 10-24, 2013. DOI: 10.7867/1980-4431.2013v18n1p10-24.

YIN, R. K. Qualitative research from start to finish. New York: Guilford Press, 2011.

ZANETTE, M. C.; LOURENÇO, C. E.; BRITO, E. P. Z. O peso do varejo, o peso no varejo e a identidade: uma análise de consumidoras plus size. RAE-Revista de Administração de Empresas, São Paulo, v. 53, n. 6, p. 539 -550, 2013. DOI: 10.1590/S0034.75902013005000001.

ZANETTE, M. C.; LOURENÇO, C. E.; BRITO, E. P. Z. Fashionable subjects and complicity resistance: power, subjectification, and bounded resistance in the context of plus-size consumers, Consumption Markets & Culture, Abingdon, v. 22, p. 1-20, 2019. DOI: 10.1080/10253866.2018.1512241.

Downloads

Publicado

05.11.2020

Como Citar

FAVERO, M. B.; VIEIRA, F. G. D. O Plus Size sob a Perspectiva Teórica da Construção de Mercados. Revista Ciências Administrativas, [S. l.], v. 26, n. 2, 2020. DOI: 10.5020/2318-0722.2020.26.2.9524. Disponível em: https://ojs.unifor.br/rca/article/view/e9524. Acesso em: 5 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos