Compostagem acelerada como alternativa ao gerenciamento de resíduos orgânicos em eventos: um estudo de caso

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5020/23180730.2021.11912

Resumo

Devido ao aumento da geração de resíduos sólidos orgânicos em eventos e à escassez de soluções eficazes para seu correto tratamento, técnicas de compostagem se mostram como uma alternativa ao tratamento desses resíduos no próprio local de origem. Através de estudo de caso do evento CasaCor Ceará 2019, o objetivo do artigo foi avaliar o processo de compostagem acelerada com apoio de equipamento eletromecânico, para o gerenciamento de resíduos orgânicos de grandes eventos. Metodologicamente, o estudo teve natureza qualitativa, quantitativa, exploratória e experimental. Realizou-se manuseio prático do equipamento eletromecânico com capacidade de carga de 20 kg, assim como registros manuais e via software Selletiva. Em face do exposto, durante 20 dias de observação e análises, foi constatado que, após o processamento de 24 ciclos de 45 minutos cada, 288,30 kg de resíduos orgânicos foram transformados em 245 kg de compostos prontos e distribuídos em 1.000 unidades de sacos de papel Kraft aos participantes durante o evento. Conclui-se que a metodologia aplicada, através da implementação da composteira eletromecânica, potencializou um eficaz gerenciamento de resíduos orgânicos em eventos e sua transformação em compostos, proporcionando um legado de mais valia socioambiental a ser adotado em atividades de características similares.

Biografia do Autor

Rui Pedro Cordeiro Abreu de Oliveira, Universidade de Fortaleza (UNIFOR)

Graduado em Tecnologia em Gestão Ambiental pelo Centro Universitário Pitágoras de Fortaleza (UNIPITÁGORAS). Atualmente é aluno da Pós-graduação em Projetos e Gestão de Resíduos Sólidos na Universidade de Fortaleza (UNIFOR). Gestor Ambiental na empresa Transforme Serviços Verdes Consultoria em Sustentabilidade, atuando nas áreas de gerenciamento de resíduos, com ênfase em soluções ambientais. Parceiro de projetos de iniciação científica com foco em gerenciamento de resíduos em ambientes gastronômicos no Centro Universitário Pitágoras de Fortaleza.

Roberta Horana Santos Barbosa, Faculdade Ari de Sá

Graduanda do curso de Engenharia Civil na Faculdade Ari de Sá - Fortaleza.

Ana Vitória Gadelha Freitas, Transforme Serviços Verdes Consultoria em Sustentabilidade

Graduada em Tecnologia em Gestão Ambiental pelo Centro Universitário Pitágoras de Fortaleza (UNIPITÁGORAS). Pós-Graduanda em Planejamento Urbano e Gestão Ambiental pela Universidade Estadual do Ceará (UECE). Atua como Analista Ambiental Júnior na empresa Transforme Serviços Verdes.

Camila Santiago Martins Bernardini, Universidade Federal do Ceará

Doutoranda em Saneamento Ambiental e Mestre em Desenvolvimento e Meio Ambiente, pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Especialista em Engenharia Ambiental. Gestora ambiental e Socióloga com atuação em resíduos sólidos, sistemas de gestão ambiental e planejamento ambiental. Professora universitária nas áreas ambiental e administrativa. Atuação em consultoria e assessoria ambiental

André Luís Oliveira Cavaleiro de Macêdo, Transforme Serviços Verdes Consultoria em Sustentabilidade

Graduado em Tecnologia em Gestão Ambiental pelo Centro Universitário Pitágoras de Fortaleza. Gestor Ambiental na empresa Transforme Serviços Verdes Consultoria em Sustentabilidade, atuando nas áreas de gestão e gerenciamento de resíduos, com ênfase em soluções ambientais. Atuação como organizador de eventos cooperativos e culturais.

Márcio Salomão Silva Rios, Green Building for Cities (GBFOR)

Engenheiro Civil, graduado pela Universidade de Fortaleza (UNIFOR) e Universidade Politécnica de Cataluña (Barcelona-Espanha) com especialização em Gestão Ambiental pela (UNIFOR), MBA em Construção Sustentável pela UNIP - Universidade Paulista e Mestre em Estudos Ambientais pela UCES em Buenos Aires - Argentina. Especialista em Cidades Sustentáveis pelo BID-EDX. É coordenador e professor do Curso de Pós-Graduação em Construção Sustentável da Universidade de Fortaleza.

Suellen Galvão Moraes, Universidade de Fortaleza (UNIFOR)

Mestranda em Tecnologia e Gestão Ambiental do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE). É graduanda em Engenharia Ambiental e Sanitária, cursando o 5º semestre na Universidade de Fortaleza. Especialista em Gestão Ambiental pela Universidade de Fortaleza (2009), Bacharel em Turismo pela Faculdade Integrada do Ceará - FIC (2006). Atualmente é coordenadora dos cursos de Pós-Graduação no eixo Sustentabilidade na Universidade de Fortaleza (UNIFOR).

Carlos de Araújo Farrapeira Neto, Centro Universitário Pitágoras Fortaleza (UNIPITÁGORAS)

Doutor em Geografia pela Universidade Federal do Ceará (UFC). É professor de Licenciatura em Geografia pela Universidade Aberta do Brasil - UAB / UECE e de Gestão Ambiental do Centro Universitário Pitágoras de Fortaleza - (UNIPITÁGORAS), onde é responsável pelos projetos de iniciação científica voltados ao gerenciamento de resíduos em laboratórios do curso de Gastronomia e educação ambiental de seus docentes e discentes. Atualmente é líder climático pela Climate Reality Project seção Brasil e membro do núcleo de gestão de projetos sustentáveis da empresa Transforme Serviços Verdes Consultoria em Sustentabilidade.

Downloads

Publicado

2022-09-23

Como Citar

Cordeiro Abreu de Oliveira, R. P., Santos Barbosa, R. H., Gadelha Freitas, A. V., Martins Bernardini, C. S., Cavaleiro de Macêdo, A. L. O., Silva Rios, M. S., Moraes, S. G., & Farrapeira Neto, C. de A. (2022). Compostagem acelerada como alternativa ao gerenciamento de resíduos orgânicos em eventos: um estudo de caso. Revista Tecnologia, 42(2), 10. https://doi.org/10.5020/23180730.2021.11912

Edição

Seção

Artigos