“Porque sou feito de todas as coisas”: paisagem e memória em Mia Couto

Autores

  • Renata de Azevedo Ribeiro

DOI:

https://doi.org/10.5020/23180714.2012.27.2.270-283

Palavras-chave:

Mia Couto. Memória. Paisagem cultural. Tradição.

Resumo

Nesse artigo buscamos relacionar memória, tradição e paisagem em Mia Couto, fazendo para tanto um estudo de algumas de suas obras impressas no Brasil. Considerado um dos grandes expoentes da literatura dos Paises Africanos de Lingua Oficial Portuguesa (PALOP), o autor expressa elementos da tradição e do cenário moçambicano do período pós-colonial, sendo o tema da memória um eixo sobre o qual se articula essa literatura.

Downloads

Publicado

2012-07-30

Como Citar

Ribeiro, R. de A. (2012). “Porque sou feito de todas as coisas”: paisagem e memória em Mia Couto. Revista De Humanidades, 27(2), 270–283. https://doi.org/10.5020/23180714.2012.27.2.270-283

Edição

Seção

Artigos