A Educação artística e patrimonial no ensino fundamental para o desenvolvimento do turismo cultural

Autores

  • Márcia Lopes Lima

DOI:

https://doi.org/10.5020/23180714.2013.28.1.109-126

Palavras-chave:

Educação artística. Ensino fundamental. Turismo cultural.

Resumo

A pesquisa consiste em avaliar a potencialidade da disciplina Educação Artística no ensino fundamental como fator positivo para alavancar o Turismo Cultural. Discorre sobre as razões do preconceito sobre a arte, a origem e desenvolvimento da Educação Artística nas escolas brasileiras e como ocorre a compreensão visual através da Educação Artística. Trata-se de uma pesquisa bibliográfica, pura, descritiva, exploratória de campo e qualitativa. Como técnicas auxiliares foram utilizados questionários com perguntas abertas e fechadas, cujos dados foram analisados qualitativamente. Os dados obtidos revelam que o preconceito contra o ensino da Educação Artística diminuiu, mas ainda existe. A Lei de Diretrizes e Base torna obrigatório o ensino da disciplina, mas este não ocorre em todas as escolas. As particulares apresentam um cuidado mais acentuado com a disciplina. Na maioria, faltam professores especializados, salas especiais, materiais para viabilizar as aulas. Baseado nos resultados acima demonstrados e em consulta em bibliografia especializada, concluiu-se que ainda há preconceito contra a disciplina e uma das razões é que são atividades agradáveis, mas não promovem a ascensão social dos alunos, por isso não tem o mesmo peso que as outras na educação. Por outro lado, os envolvidos na pesquisa reconhecem que a disciplina é importante para o crescimento pessoal do aluno e promove o desenvolvimento do turismo cultural. Portanto percebeu-se que o momento é delicado e há uma longa trajetória a ser percorrida para que a disciplina de Educação Artística tenha a mesma importância das demais na educação.

Downloads

Publicado

2013-06-30

Como Citar

Lima, M. L. (2013). A Educação artística e patrimonial no ensino fundamental para o desenvolvimento do turismo cultural. Revista De Humanidades, 28(1), 109–126. https://doi.org/10.5020/23180714.2013.28.1.109-126