O papel do psicólogo na promoção e no desenvolvimento de políticas sociais ligadas aos direitos humanos e à cidadania

Autores

  • Ilana Camurça Landim

DOI:

https://doi.org/10.5020/23180714.2013.28.1.94-108

Palavras-chave:

Políticas sociais. Direitos humanos. Psicologia. Comunidade.

Resumo

O artigo desenvolvido é resultado de uma pesquisa qualitativa cujo contexto relaciona dois eixos centrais: os direitos humanos e o trabalho da Psicologia. O objetivo delineado para investigação incidiu sobre a análise da atuação do psicólogo em atividades de políticas sociais relacionadas à cidadania e aos direitos humanos, pois identificar e analisar essas práxis contribuem para a formação profissional e acadêmica dos egressos dos cursos de Psicologia. A metodologia desenvolvida caracteriza-se como qualitativa, de caráter descritivo e exploratório. Os procedimentos metodológicos realizados contemplaram pesquisas bibliográficas e de campo. A unidade de análise para pesquisa de campo foi uma Organização Não Governamental, localizada no bairro Lagamar, na cidade de Fortaleza – CE. Os dados coletados são provenientes de entrevista semiestruturada realizada com a psicóloga da instituição, bem como por meio de observação à estrutura e organização da instituição. Asanálises feitas mostram que a atuação do psicólogo tem avançado bastante nas áreas ligadas à cidadania e direitos humanos, contudo a qualificação profissional para a atuação à essas novas demandas é uma necessidade, pois trabalhar na promoção de direitos humanos requer além de compromisso e responsabilidade social, uma formação especializada. A psicologia deve atuar junto à sociedade, voltando sua análise crítica para uma prática comprometida com a ética e com as noções de singularidade do sujeito, e isso não implica em manter o status quo, mas sim em questionar, criticar e propor mudanças nas políticas e práticas sociais

Downloads

Publicado

2013-06-30

Como Citar

Landim, I. C. (2013). O papel do psicólogo na promoção e no desenvolvimento de políticas sociais ligadas aos direitos humanos e à cidadania. Revista De Humanidades, 28(1), 94–108. https://doi.org/10.5020/23180714.2013.28.1.94-108