Saúde dos docentes dos cursos de strictosensu: os danos causados por imposições do processo avaliativo

Autores

  • Marcio Pascoal Cassandre Faculdade Estadual de Ciências Econômicas de Apucarana

Palavras-chave:

Saúde Física. Saúde Mental. Professores Stricto Sensu. Produção Acadêmica. Desempenho Docente.

Resumo

As modificações nas formas de produção, ao longo do desenvolvimento do capitalismo, influenciaram as universidades a repensarem a sua produção acadêmica. Neste contexto, os cursos stricto sensu das universidades configuraram-se a partir das regras propostas pelos organismos que estão ligados à produção acadêmica brasileira. Conceitos foram criados para demonstrar o nível de desempenho entre os programas de mestrado e doutorado das universidades e, dentro deste cenário, encontram-se os docentes responsáveis pela produção intelectual necessária ao cumprimento da finalidade do ensino superior, bem como, pela manutenção e elevação do nível do Programa de pós-graduação ao qual pertencem. Esta pressão exercida sobre os docentes, como forma de atender as exigências dos atuais métodos avaliativos, pode ser prejudicial ao equilíbrio físico e psíquico destes trabalhadores, que necessitam apresentar constantemente excelentes resultados. Diante deste quadro, 286 docentes de cursos stricto sensu de duas universidades públicas do Paraná foram pesquisados para se conhecer a situação da saúde física e mental dos mesmos na atual circunstância. Os testes estatísticos ANOVA e Spearman possibilitaram a verificação de 22 elementos constitutivos das categorias Saúde Física e Mental, Satisfação, Trabalho e Crenças, em comparação com as áreas de atuação e com o conceito dos cursos. Os resultados apontaram um quadro de significativa insatisfação em relação à sua saúde física e mental de docentes de determinadas áreas do conhecimento e uma maior satisfação entre os docentes pertencentes aos programas com maior conceito perante a CAPES. Tais resultados possibilitaram uma análise, fundamentada na Teoria Crítica dos estudos organizacionais, sobre as situações em que a saúde física e mental do trabalhador está relacionada com a forma de gestão do trabalho das organizações.

Downloads

Publicado

25.05.2016

Como Citar

Cassandre, M. P. (2016). Saúde dos docentes dos cursos de strictosensu: os danos causados por imposições do processo avaliativo. Revista Subjetividades, 11(2), 779–816. Recuperado de https://ojs.unifor.br/rmes/article/view/5002

Edição

Seção

Artigos