A criança como mestre do gozo da família atual: desdobramentos da “pesquisa de indicadores clínicos de risco para o desenvolvimento infantil”

Autores

  • Leda Mariza Fischer Bernardino
  • Maria Cristina Machado Kupfer Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo

Palavras-chave:

pesquisa IRDI, família, função materna, função paterna, discurso psicanalítico.

Resumo

A partir dos resultados preliminares da pesquisa IRDI, que apontam para um grande número de sintomas relacionados com falhas na função paterna, tais como falta de limites, dificuldades de separação e agitação motora, pretende-se discutir as mudanças culturais que se produziram na alta modernidade. Procura-se analisar como a inflação dos objetos reais, a prevalência das imagens em detrimento das palavras e a falência simbólica incidem sobre a família contemporânea, provocando uma inversão nas relações, de modo que a criança teria um lugar de mestre em relação aos adultos que a cercam. Apontam-se as dificuldades de a família atual continuar garantindo sua função de transmissora da cultura e os sintomas clínicos decorrentes desta situação, bem como o papel do discurso psicanalítico nesta questão.

Downloads

Publicado

24.05.2016

Como Citar

Bernardino, L. M. F., & Kupfer, M. C. M. (2016). A criança como mestre do gozo da família atual: desdobramentos da “pesquisa de indicadores clínicos de risco para o desenvolvimento infantil”. Revista Subjetividades, 8(3), 661–680. Recuperado de https://ojs.unifor.br/rmes/article/view/4881

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)